"Transformando o modo de viver a vida."

Treinar é uma tarefa que muitas vezes exige foco e determinação. Várias coisas colaboram para nos manter afastados de praticar atividades físicas: o cansaço, o excesso de compromissos, o estresse, a dorzinha que o último treino deixou, o frio, o calor, a chuva, a preguiça, o sono…

Existem inúmeras desculpas que utilizamos para nos convencer de que pular os exercícios por um dia ou dois não vai nos prejudicar. Geralmente todas essas “desculpas” até são compreensíveis, afinal a vida pode ser bastante cansativa e desafiadora, mas não devem ser suficientes para nos afastar do objetivo de viver com mais saúde e qualidade.

Por tudo isso, levantar da cama, calçar os tênis e sair de casa para treinar pode ser um verdadeiro desafio e exigir de nós muito foco e disciplina. Mas existem algumas situações em que é realmente melhor pular o treino do dia. É verdade, de vez em quando o corpo precisa repousar e se recuperar para evitar que sua saúde acabe sendo prejudicada com lesões e outros problemas.

Preparamos uma lista de situações em que é melhor você ficar em casa e repousar até melhorar antes de retomar os treinos:

1. Vômito ou diarreia

Podem ser causados por bactérias, vírus ou simplesmente após o consumo de um alimento que não te fez bem, a causa não faz diferença, em todas essas situações você precisa dar uma pausa nas atividades físicas.

Isso acontece porque tanto na diarreia quanto no vômito o corpo perde muita água e corre o risco de ficar desidratado. Quando você se exercita, acaba intensificando esse processo de desidratação, se prejudicando ainda mais.

O melhor é descansar em casa por uma semana ou pelo tempo que seu médico indicar, pois seu organismo precisa descansar para conseguir combater a doença. Durante esse tempo, beba bastante água.

Veja Também  Praticar exercícios em dupla funciona?

2. Resfriado ou gripe

Vias respiratórias congestionadas indicam que durante os exercícios você vai ter falta de ar e não vai conseguir treinar adequadamente. Além disso, nesse caso o corpo também precisa lutar contra a infecção e para isso precisa economizar energia.

Apesar dessas enfermidades se curarem sozinhas na maior parte das vezes, ir treinar gripado ou resfriado pode levar a complicações no quadro, podendo até desenvolver uma pneumonia. Depois que a falta de ar e a febre passarem, espere alguns dias e só então comece a voltar aos poucos a realizar atividades mais intensas.

Nas duas primeiras semanas, é melhor evitar locais fechados como academias para não passar a doença para os colegas e dar preferência a exercícios leves, que não façam você ficar ofegante.

3. Ressaca

Bebidas alcoólicas costumam ter muitas calorias, o que nos leva a pensar que depois de uma noite de bebedeira – duas taças de vinho não contam! – o ideal é compensar na academia no dia seguinte, mas não é bem assim. Como o álcool é um diurético, você acaba indo mais ao banheiro. Isso faz com que você perca mineiras importantes que atuam na regulação das contrações musculares, sem falar na desidratação.

Outro ponto é que o álcool mexe com o açúcar no nosso corpo, resultando em menos energia e sensação de fraqueza. Esse quadro pode fazer com que depois do treino você se sinta pior do que antes. Portanto, prefira se manter hidratado e descansar.

4. Dor nas costas

A dor e o enrijecimento dessa parte do corpo são resultado da sobrecarga da musculatura. A dor nas costas pode ser causada por má postura, bem como por erros ou exageros durante a prática de exercícios. Em todo o caso, ir treinar pode acabar piorando a dor e até causar uma lesão.

Veja Também  Ficando em Forma durante as Férias!

O correto é repousar por alguns dias e fazer compressas quentes na área de dor, a tendência é que o problema cure sozinho. Porém, se a dor persistir, consulte um médico antes de voltar a se exercitar.

repousar treinar descansar

5. Cólica menstrual

Aqui a regra não é geral, nem toda mulher com cólicas deve fugir dos treinos. Isso porque, de forma geral, exercícios de relaxamento e alongamento ajudam a melhorar esse sintoma, já que a musculatura da bacia é estimulada, aliviando a dor das contrações do útero. Entretanto, mulheres que tem um sangramento excessivo durante a menstruação devem evitar atividades físicas no período, pois os exercícios podem aumentar ainda mais o sangramento. Assim, é preciso avaliar caso a caso e ver qual é a sua situação.

6. Insônia

Quando o corpo fica alguns dias sem repousar adequadamente, nossos reflexos ficam mais lentos e os músculos ficam cansados. Tudo isso aumenta o risco de perder massa magra e também de sofrer lesões.

O ideal é que adultos durmam de 7 a 8 horas por dia e esse sono deve ser de qualidade. Isso quer dizer que quando você acorda você precisa se sentir restaurado e pronto para um novo dia. O cansaço causado pela insônia é muito diferente da preguicinha que todos nós temos às vezes, por isso não se sinta mal ou culpado se precisar perder alguns treinos porque está acordando esgotado.

O melhor nesses casos é realmente repousar, pois, ao contrário do que muitos pensam, se exercitar não vai cansar seu corpo e fazer o sono chegar rapidamente. O que acontece é o contrário, você fica agitado porque exercícios intensos liberam adrenalina no corpo. Se você tem insônia é melhor apostar em exercícios relaxantes e nunca se exercitar após às 20h.

Veja Também  Pesquisa Prova: Existe um Treino Ideal para cada Pessoa

7. Dor de cabeça

A tendência é que os exercícios piorem a dor de cabeça, especialmente aqueles com movimentos muito bruscos e frequentes, como agachar e pular, e que te deixam ofegante. A piora é resultado da dilatação dos vasos sanguíneos que faz a dor pulsante da enxaqueca piorar.

Outro problema é que treinar faz o nível de glicose no sangue baixar, causando desidratação, o que pode funcionar como gatilho para as dores. Quando a dor for menos intensa e você não abrir mão de se exercitar, escolha alternativas mais leves (aeróbicos) que ajudam a relaxar, melhoram a circulação do cérebro e até podem aliviar a dor, como andar de bicicleta ou caminhar.

 

Você já passou por isso? Muitas vezes queremos forçar nosso corpo ao limite e isto não é errado, porém temos que estar atentos aos sinais que o corpo nos mostra. As vezes vale a pena repousar para seu corpo se recuperar!
Summary
7 situações em que é melhor repousar em vez de treinar
Article Name
7 situações em que é melhor repousar em vez de treinar
Description
Treinar exige muito comprometimento, superação e determinação. Mas se você está em uma das situações da matéria, é melhor adiar o treino do dia e descansar para não se prejudicar.
Author
Publisher Name
Essencial Mais
Publisher Logo