"Transformando o modo de viver a vida."

Brigadeiro, sorvete, bolacha, bolo, brownie, torta de limão… só de pensar nesses doces dá água na boca, não é mesmo? Muitas vezes é difícil resistir à tentação de atacar um docinho. O açúcar também tem uma função emocional, sendo bastante utilizada para acalmar e relaxar em momentos de estresse e ansiedade.

O açúcar presente nos quitutes que adoramos é um carboidrato formado por frutose e glicose. Além de fornecer energia para o corpo, ele ajuda a produzir serotonina, hormônio responsável por auxiliar na regulação do humor, por isso temos aquela sensação de bem-estar momentânea logo após ingerir um doce. Mas o seu consumo em excesso pode trazer problemas sérios para a saúde.

 

Males do açúcar

Antes da glicose chegar na corrente sanguínea, onde será usado como energia, ele passa pelo sistema digestivo, e nele o pâncreas tem um papel fundamental. Ele secreta insulina, substância que controla a quantidade de glicose que na corrente sanguínea. O problema começa quando o alimento possui açúcar em excesso, pois a insulina passa a ter dificuldades para desempenhar sua função.

A reação inicial do corpo é tentar compensar a ingestão exagerada de açúcar produzindo mais insulina para normalizar a situação, mas logo ele começa a não conseguir atender essa demanda. Aí a produção de insulina pode entrar em falência parcial ou total, liberando uma grande quantidade de glicose no sangue, o que causa diabetes, doença séria que pode trazer muitos problemas para o indivíduo.

Já a frutose em excesso pode sobrecarregar o fígado e aumentar as chances de desenvolver doença hepática gordurosa não alcoólica, baixar o nível de colesterol bom e ainda aumentar os triglicérides, gordura que pode elevar as chances de derrame ou ataque cardíaco quando migra do fígado para as artérias.

Veja Também  3 Suplementos para Cuidar do Coração

 

Obesidade

Mas os problemas causados pelo excesso de açúcar, principalmente o refinado que é pobre em nutrientes, são muito maiores. Como o açúcar é um carboidrato e os doces costumam ser altamente gordurosos e calóricos eles acabam te fazendo engordar.

É que o objetivo da glicose é te dar energia, mas quando você não usa todas essas calorias, ela acaba sendo armazenada para ser utilizada depois, justamente em forma de tecido adiposo, ou seja, aqueles quilinhos que te atormentam.

A obesidade aumenta os riscos de outras doenças graves, como problemas cardíacos, hipertensão e dores nas articulações, além de poder gerar problemas emocionais ligadas à aparência e à autoestima.

 

Não devo comer doces?

Sendo realistas, mesmo que a energia necessária para o nosso corpo possa ser obtida através de carboidratos complexos, como pães, cereais, leguminosas e batatas, hoje é impossível cortar os doces completamente, por mais que eles não contribuam de fato com a nossa dieta. Por isso, consuma esses alimentos com bom senso.

Evite-os sempre que puder e prefira comer frutas, mas um docinho eventualmente, como uma fatia pequena de torta ou pudim, um brigadeiro ou uma colher de doce de leite não vão prejudicar a sua saúde. Encontre o equilíbrio!

 

O que achou? Comenta aqui embaixo!
Summary
O que o açúcar faz com o seu corpo
Article Name
O que o açúcar faz com o seu corpo
Description
Quem é que não gosta de um docinho depois do almoço ou após um dia puxado no trabalho, não é? Mas açúcar em excesso pode causar problemas sérios de saúde!
Author
Publisher Name
Essencial Mais